Páginas

Fé é convicção inabalável

Há, no mínimo, três circunstâncias de fé na sua vida por aquilo que encontramos na Bíblia Sagrada.

1. Você pode crer, mesmo vendo tudo acontecer contrariamente.
Um homem religioso certa vez foi ao encontro de JESUS. O nome dele: Jairo, chefe judeu de uma sinagoga. A sua filha estava à beira da morte. Ele não tinha muito tempo. A vida religiosa não lhe trouxe o milagre esperado. Daí ter ido procurar JESUS. Alguém se intrometeu na conversa e disse a Jairo: “Para que enfadar, cansar, perturbar mais o Mestre? Afinal, a tua filha já está morta!” (Marcos 5:35). Preste bem atenção: para muitos, a sua situação já não tem mais jeito, mais solução; é uma circunstância perdida. “Seu casamento e o teu cônjuge não têm mais jeito”. É isso que geralmente ouvimos quando nos defrontamos com uma realidade totalmente adversa, contrária. “Mas JESUS, tendo ouvido essas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas! Crê somente!” (Marcos 5:36). JESUS não aceitou nem aceita intervenções contrárias, que tentam excluir o poder restaurador pleno de DEUS. ELE também te diz: “Não dês ouvido a essas pessoas. Apenas creia!”. É possível e é preciso ter fé quando todas as circunstâncias estejam contrárias, até com aparência de morte. E diante de uma situação que para os homens era muito relevante e impossível, o SENHOR JESUS age com extrema tranquilidade: “Por que esse alvoroço e essas lágrimas de desespero? A menina não está morta, mas dorme” (Marcos 5:39). Não se desespere, meu amado e minha amada. Talvez nem te conheça pessoalmente nem saiba onde você se encontra nesse momento. Mas o SENHOR te conhece bem e profundamente. A tua vida e a tua família estão sob o controle de DEUS. ELE te diz: “Não se desespere! Não é morte, mas apenas uma tribulação, que logo passará”. Você crê?

2. Você pode crer, quando ninguém mais acredita.
Há, na Bíblia, um cego muito famoso, filho de Timeu. Ele era cego e, como tal, ansiava por sua cura. Um cego e, além do mais, pedinte. Vivia ali, à beira de uma estrada, à entrada de uma cidade. Todos os que passavam por aquele homem criam que a realidade dele era aquela e não havia como mudar. Todos viviam conformados. Ele já não compartilhava de suas esperanças com ninguém, porque não havia ninguém, fora ele mesmo, que acreditasse que sua situação poderia mudar. Mas como disse, ele acreditava. E isso era suficiente. O filho de Timeu tinha fé. Fé solitária. Não importava. Cadê a família daquele cego? Cadê seus pais e seus irmãos? Cadê os que se diziam filhos de DEUS para ajudá-lo? Onde estavam todos? Era um homem só, cheio de dificuldades na vida, mas com fé. Uma vez, ele soube que JESUS estava próximo onde se encontrava. E começou a gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” (Marcos 10:47). E como se não estivesse preocupado com quem fosse incomodar, continuou cada vez mais forte a gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” (Marcos 10:48). E muitos chegaram a ele para repreendê-lo: “Pare de incomodar o Mestre. ELE jamais irá te ouvir”. Mas JESUS não se incomoda com os que O buscam e perseveram chamando-O. ELE até ama quem faz isso. Então JESUS mandou chamá-lo e lhe perguntou: “Que queres que te faça?” (Marcos 10:51). Veja bem, JESUS fez uma pergunta clara e, para muitos, óbvia, porque o SENHOR sabia que aquele homem era cego. JESUS também sabe do que você precisa e qual a sua situação. Mas, em um gesto de fé e perseverança, ELE quer que todos O busquem. Ainda que ninguém mais acredite. O solitário filho de Timeu era um cego convicto de sua fé, de sua cura. Por isso gritou, chamou atenção do Mestre, sem cessar. Faça o mesmo. O dia do SENHOR também te atender está muito próximo...

3. Você pode crer, quando não entende nada.
Lázaro: o irmão de Marta e Maria, que fora ressuscitado por JESUS. A história você certamente conhece do início ao fim. Mas vou transcrevê-la aqui resumidamente. Lázaro estava muito enfermo, uma enfermidade próxima à morte. As duas irmãs correram ao encontro de JESUS e disseram-LHE: “Senhor, está enfermo aquele que tanto amas” (João 11:3). JESUS, com ar de tranquilidade e demonstrando total segurança, respondeu: “Esta enfermidade não é para a morte, mas para a glória de DEUS” (João 11:4). Na cabeça das duas irmãs, JESUS talvez não tivesse entendido a gravidade do problema. “Não é possível isso...”, devem ter pensado. Há desertos que não são para a morte, mas para o Nome do SENHOR ser glorificado. Há crianças que nascem cegas. Culpa dos pais? Não! Elas nascem assim para a glória de DEUS. Marta e Maria não entenderam nada, absolutamente nada. Talvez você também não entenda. “O QUE EU FAÇO HOJE NÃO O SABES TU AGORA, MAS TU O SABERÁS DEPOIS” (João 13:7). Quando JESUS decidiu ir até o local, Lázaro já estava morto e enterrado. Quatro dias se passaram. Na mente de Maria e de Marta: “ELE chegou atrasado...”. Marta ainda chegou a afirmar: “Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido. Mas também agora sei que tudo quanto pedires a Deus, Deus te concederá” (João 11:21-22). Maria também disse o mesmo. Veja o versículo 32. Mesmo sem entender nada, Marta externou a sua fé. E JESUS ordenou: “Tirai a pedra” (vers. 39). Marta ainda retrucou: “Mas JESUS já faz muito tempo e ele já cheira mal”. JESUS advertiu: “Não te disse eu que se creres verás a glória de DEUS?” (vers. 40). Só consegue algo de DEUS quem crê. Sem fé é impossível agradar a DEUS. E a fé vem acompanhada de uma obediência absoluta. Abraão creu (e obedeceu) mesmo quando DEUS lhe pediu um mal: que sacrificasse em holocausto o seu único filho. Obedecer para o mal ou desobedecer para o bem? O que você tem escolhido? Se DEUS me manda fazer algo para provar se tenho fé, eu não posso decepcioná-LO. A verdade é que nem Maria nem Marta entenderam nada. Mas obedeceram, tiveram fé. A pedra foi retirada e o defunto foi ressuscitado. Tua situação pode até estar enterrada e cheirando mal de tanto tempo. Mas te digo: OBEDECE! TENHA FÉ! Faça tudo por obediência, com convicção, e também verás o milagre de DEUS.

O apóstolo Paulo era um homem de muita fé. Certa vez ele escreveu: “Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia” (2 Timóteo 1:12) (grifo meu).

Observe quem tem fé, se sujeita e obedece, independentemente do chamado. Quem tem fé, supera as circunstâncias e vai até o fim. Fé é convicção inabalável: “VOU ATÉ O FIM PORQUE SEI QUE RECEBEREI A MINHA VITÓRIA”. Isso é fé. DEUS espera essa atitude de você. Ande por você, e não somente no ano vindouro, como em todo tempo, você receberá os benefícios do SENHOR e verá a glória de DEUS.

ESTUDO ELABORADO PELO  PASTOR  FERNANDO CÉSAR 

0 comentários:

Postar um comentário

 

© - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré