Páginas

O diabo também defende a família

Ouço um rapaz da Bahia me dizer que, nas últimas eleições presidenciais do Brasil, votou em determinada pessoa porque ela dizia ser crente e falava muito no tema família. Pois bem, logo eu respondi que satanás, além de ser mais crente do que muitos crentes que existem por aí (Tiago 2:19), ele também defende a família.

Qualquer um que ouvir ou ler uma afirmação dessa, há de se surpreender. Sim, mas eu ratifico o que acabei de escrever: o diabo também é defensor da família.

Ele chegou sutilmente junto da primeira família formada na face da terra, o primeiro homem e a primeira mulher e os aconselhou: “Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal” (Gênesis 2:4-5). Estamos ainda nas primeiras páginas das Sagradas Escrituras e já vemos a atuação do diabo de forma singela e sua “preocupação” em “orientar” a primeira família. DEUS havia dado um conselho que pareceu não suficiente aos ouvidos daquele primeiro casal. Daí a necessidade de ouvir outras vozes. E a primeira, depois da voz do SENHOR, que se apresentou fora a da serpente como a manifestação do próprio mal. DEUS fora duro e radical ao ordenar que eles não comessem da árvore do conhecimento do bem e do mal. A serpente fora singela, relativista, voz mansa e suave. DEUS ofereceu um caminho estreito, de renúncia; a serpente um caminho largo, de oportunidades e de ambição. Se satanás não estivesse nem aí para a família que acabara de ser formada, nem dela teria se aproximado.

Uma família que crescera sustentada pela voz e pelos conselhos do maligno. Família exemplo de desajuste moral, social, estrutural. Espiritualmente perdida. Assim até hoje é a ramificação de inúmeras famílias espalhadas no meio do mundo.

DEUS disse que a família se constituiria a partir de um casamento entre um homem e uma mulher, solteiros, que deixassem a casa dos pais e se unissem em uma só carne (Gênesis 2:24). O SENHOR também disse que somente a morte poderia desfazer esse casamento (Romanos 7:2-3 e 1 Coríntios 7:39) e que ELE abomina o repúdio (Malaquias 2:16). Há outro ensinamento importante acerca da família considerada e testemunhada por DEUS: “Qualquer que deixa a sua mulher, e se casa com outra, adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido, adultera também” (Lucas 16:18). Há algumas informações importantes aqui a serem consideradas pela igreja: o casamento é monogâmico, dissolúvel apenas na morte, e consumado entre um homem e uma mulher cujos corpos não teriam aliança com nenhum outro antes; ou seja, casamento lícito aos olhos de DEUS apenas entre pessoas solteiras e/ou viúvas.

Mas, como afirmei no título, satanás também é árduo defensor de famílias. ELE a defende mais, com suor e lágrimas, que muitos que se consideram da família de DEUS. Satanás também usa os seus modelos de família como bandeira de luta e de justiça social. Ele ergue templos, usa o Nome do SENHOR (um Nome que é muitíssimo atrativo aos olhos da sociedade, um Nome famoso, que vende muitos produtos) e estampa uma faixa bem grande e chamativa sobre a porta de entrada: AQUI É UMA IGREJA DA FAMÍLIA.

Vejam que coisa!! Onde quer que vamos, encontramos faixas, banners, letreiros, outdoors, congressos, seminários, consultórios na TV, cultos específicos de família; marchas em defesa da família; denominações e pessoas dizendo-se defensoras dela, não importando como estejam ou sejam. Pastores, padres, líderes religiosos, enfim, todos querem defender o tema família. Até virou moda. A denominação que não explorar esse assunto termina ficando atrás das outras e se torna pouco atrativa.

As famílias que satanás defende com unhas e dentes são aquelas constituídas a partir da destruição dos primeiros casamentos; aqueles casais que se separaram, repudiaram um ao outro, divorciaram-se dos seus cônjuges iniciais e um dia conheceram novas pessoas e com elas se casaram no Civil. Casais em segundo, terceiro, casamento e até quinto casamento Civil (aqueles que já estiverem a partir desse número, ficarão mortos de vergonha...). Por exemplo: um homem que largou para lá a primeira família e hoje está casado no Civil com uma nova mulher. Ou um homem que apenas vive junto com uma mulher, sem o casamento, e até têm filhos. Isso é família? Para o mundanismo, para o secularismo e para o diabo, sim. É esse tipo de família que ele quer até a morte. É esse modelo de família que ele defende com profundo entusiasmo. E não para por aí. Satanás acompanha a “evolução”, a “modernização” e o “avanço” através das “conquistas” sociais. Um pai tem relação sexual com a própria filha e a engravida e tem vários filhos com ela. Filhos têm relação sexual com as próprias mães. Homens podem transar livremente com homens e mulheres com mulheres, e se casarem no Civil, porque isso, à vista da lei dos homens e da sociedade, é família. Satanás pergunta com a mesma voz meiga lá do Éden: “Qual é o problema disso?”. Muitos incautos e ignorantes ainda respondem a ele: “Nada, nada, satanás. Não há problema algum”. O que existe, na verdade, é o radicalismo, a ortodoxia, o exagero cego e alienado daqueles que defendem apenas a família vista aos olhos de DEUS. Somos cegos, alienantes e nocivos aos olhos dessa sociedade. Por isso, merecemos ser exterminados porque não aceitamos as exigências dela ou porque achamos tudo muito absurdo.

Repudiar um cônjuge e destruir uma família? Tudo normal, possível e aceitável para aqueles que enxergam pelas mesmas lentes do diabo. “Isso é normal, qualquer um está sujeito a isso, Deus não leva em conta os tempos da ignorância, e deixemos tudo como está. Vamos para o Céu, para o Céu!!”, bradam os defensores do modelo de família do diabo.

Como dá para perceber, ao nosso redor está cheio deles. Nas praças, nas avenidas, nas esquinas, nos bares, nos templos protestantes, católicos; nos centros espíritas, nas novelas, nos filmes, para onde quer que se olhe ou vá, há pessoas empunhando a bandeira desse tipo de família, e afirmarem ser de DEUS. Difícil é encontrar pessoas dispostas a darem as suas vidas pelas causas genuinamente do Reino de DEUS. O que antes era errado e abominável aos olhos do SENHOR, hoje se tornou algo comum e aceitável.

- Veem aquele templo formoso, suntuoso, repleto, aos domingos à noite? Ele está cheio de famílias reunidas dentro dele, louvando a DEUS com seus lábios. Sim, estão impregnados de famílias bem vestidas e unidas. Não famílias estabelecidas dentro do projeto de DEUS; mas da estrutura falsa montada por satanás para enganar aqueles que não vigiaram na Palavra e não buscaram a direção do Espírito Santo antes de tomarem as decisões erradas para as suas vidas.

Cuidado: nem tudo o que parece ser correto, bom e normal aos olhos da sociedade, é para DEUS. Ou aceitamos o que o SENHOR estabeleceu como parâmetro da Verdade, ou estaremos todos iludidos e perdidos. Há só um modelo de família que irá para o Céu: aquela que nasceu de novo em CRISTO JESUS e a que estiver de acordo com aquilo que DEUS projetou. Assim como JESUS disse aos fariseus: “Olhem para o princípio de tudo...”.

Que o SENHOR tenha misericórdia de nós!

ESTUDO ELABORADO PELO  PASTOR  FERNANDO CÉSAR 

1 comentários:

 

© - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré