Páginas

Por que Deus vai trazer de volta o teu cônjuge e restaurar o teu casamento?

“Os resgatados do Senhor voltarão. Entrarão em Sião com júbilo, perpétua alegria coroará as suas cabeças. Gozo e alegria alcançarão, e tristeza e gemido fugirão” (Isaías 51:11).

Estava eu orando de joelhos ao SENHOR DOS EXÉRCITOS, o Grande EU SOU, por todas as pessoas que estão passando por um grande deserto em seu casamento. E o Espírito Santo de DEUS me incomodou para escrever esta Palavra. Não consegui me conter. Fui tomado de um incômodo santo tremendo, irresistível. DEUS já tem contemplado as lágrimas de todas as esposas e maridos que foram abandonados, que hoje choram e clamam dia e noite pela restauração do casamento, para que seu cônjuge volte para casa. Muitas dessas pessoas estão prestes a ficar frente a frente com o divórcio. Quase todas estão com o marido em adultério. Mas há também maridos que estão sofrendo devido à infidelidade conjugal de suas esposas. Para todas essas pessoas DEUS está dizendo: “EU SOU O QUE SOU” (Êxodo 3:14)“ANTES QUE HOUVESSE DIA, EU SOU. NINGUÉM HÁ QUE POSSA ESCAPAR DAS MINHAS MÃOS. AGINDO EU, QUEM IMPEDIRÁ?” (Isaías 43:13).

É possível crermos que o cônjuge vai voltar ainda que aos olhos humanos tudo pareça impossível. DEUS tem mostrado na Bíblia Sagrada e também em nossos dias o quanto ELE é Poderoso para fazer o impossível se tornar possível realização. Vou citar alguns casos de impossíveis que se tornaram possíveis:

1)  O MAR REVOLTO“Ora, levantou-se grande temporal de vento, e as ondas se arremessavam contra o barco, de modo que já estava a encher-se. Jesus estava na popa, dormindo sobre uma almofada. Os discípulos o despertaram dizendo: Mestre não se te dá que perecemos? Ele despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: cala-te! Aquieta-te! Então o vento se aquietou, e houve grande bonança” (Marcos 4:37-39).

2)  A FIGUEIRA INFRUTÍFERA: “De manhã, ao voltar para a cidade, teve fome. Avistando uma figueira à beira do caminho, dirigiu-se a ela, mas não achou nela senão folhas. E disse-lhe: nunca mais nasça fruto de ti. E a figueira secou imediatamente” (Mateus 21:19).

3)  O MILAGRE DA RESSURREIÇÃO: “Quando Jesus chegou, já fazia quatro dias que Lázaro havia sido enterrado. Betânia distava cerca de quinze estádios de Jerusalém, e muitos judeus tinham vindo visitar Marta e Maria, para consolá-las acerca de seu irmão. (…) Jesus, comovendo-se profundamente outra vez, dirigiu-se ao sepulcro. Era uma gruta, com uma pedra posta sobre ela. Disse Jesus: tirai a pedra. Disse Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, pois é o quarto dia. Então Jesus lhe disse: não te disse que se creres verás a glória de Deus? Tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste. Eu sei que sempre me ouves, mas eu disse isso por causa da multidão que me rodeia, para que creiam que tu me enviaste. Tendo dito isso, Jesus chamou em alta voz: Lázaro, vem para fora! O morto saiu, tendo as mãos e os pés enfaixados, e o rosto envolto no lenço. Disse Jesus: desatai-o e deixa-o ir” (João 11:17-19 e 38-44).

4)  TRANSFORMAÇÃO DA ÁGUA EM VINHO: “Jesus e seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento. Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: não tem mais vinho. Respondeu-lhe Jesus: mulher, que tenho eu contigo? Ainda não chegou a minha hora. Sua mãe disse aos serventes: fazei tudo o que ele vos disser. Estavam ali seis talhas de pedras que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três metretas. Disse-lhes Jesus: enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. Então lhes disse: tirai agora, e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram, e logo que o mestre-sala provou a água transformada em vinho, não sabendo de onde viera, se bem que sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o noivo, e disse: todos põem primeiro o vinho bom e, quando já beberam fartamente, então o inferior, mas tu guardaste até agora o bom vinho” (João 2:2-10).

Muitas vezes, durante a nossa caminhada cristã, enfrentamos fortes tempestades e nos esquecemos do milagre que JESUS fez ao dar uma ordem aos ventos e às ondas do mar. Tudo se fez bonança. Pensamos que DEUS está dormindo, que não tem contemplado as nossas lágrimas, que tudo vai afundar e que nada tem mais jeito. Às vezes também vimos o nosso cônjuge como uma figueira infrutífera, ou aquela árvore que só dá frutos ruins, e achamos também que não há solução para a vida dele. JESUS pode e vai determinar uma palavra contrária a que ELE disse àquela figueira. Nosso SENHOR e SALVADOR vai determinar àquele marido rebelde ou àquela esposa desobediente, que só dão frutos apodrecidos aos olhos de DEUS: “que a partir de hoje apenas nasçam frutos saudáveis de ti!” DEUS pode e vai transformar o nosso cônjuge numa árvore frondosa, que dá flores e bons frutos. Já chegamos também a sepultar as nossas esperanças, a nossa fé nos milagres, já enterramos os nossos sonhos e os cobrimos com uma pedra enorme. E quando tudo aos nossos olhos não tiver mais jeito, estiver morto, eis que surgirá Aquele especialista em ressuscitar mortos, o grande EU SOU, e dirá: “retire o seu casamento da gruta, pois ele agora vive!” Um casamento que antes era regado somente por água, sem sal, sem alegria, cheio de frustrações e cicatrizes profundas, tornar-se-á um casamento verdadeiro, agradável aos olhos de DEUS. JESUS será o convidado. É ELE quem transformará a água do seu casamento em um bom vinho, onde todas as coisas se tornarão novas e o passado, esse sim, ficará sepultado para sempre.

O mesmo DEUS que fez o mar se acalmar, a figueira secar, o morto ressuscitar e a água ser transformada em vinho, soerguerá também a sua família; trará o seu marido ou a sua esposa de volta para casa. Não duvide disso, pois não há montanha que não estremeça na presença de DEUS e se torne como as areias do mar. Não há coração de pedra que não seja abatido e  transformado em um coração de carne, obediente ao PAI. Ainda que, para isso, o rebelde tenha que passar por situações amargas, difíceis na vida. Mas DEUS traz. DEUS faz. DEUS cumpre. Não por merecimento nosso, mas porque uma família unida, constituída e abençoada por ELE é a garantia e a esperança de salvação do amanhã. DEUS “(…) chama à existência as coisas que não são como se já fossem” (Romanos 4:17). Por isso, ELE encontrou Saulo no caminho de Damasco, um homem perseguidor da igreja cristã, inimigo do evangelho, e fez cair as escamas dos seus olhos, deu-lhe novo nome (passou a se chamar Paulo) e vida nova (foi o maior pregador da igreja primitiva). Esse mesmo DEUS fará o mesmo com o marido ou a esposa que deseja destruir a aliança matrimonial. “Por isso vos digo que tudo o que pedirdes em oração, crede que recebestes, e será vosso” (Marcos 11:24).

DEUS trará de volta o seu cônjuge porque eu sou um exemplo vivo disso. Antes fui adúltero, traidor, infiel à minha esposa e a DEUS. Vivia enlaçado com prostitutas, chegando ao cúmulo de manter sexo com três a quatro por dia. Bebi da lama podre e comi no esgoto espiritual. Minha esposa orava incessantemente por mim. Hoje estou aqui, resgatado pelas mãos poderosas do Nosso DEUS, liberto e, o que é melhor, com um Ministério voltado para a recuperação dos casamentos. Um dia, como Saulo, fui destruidor de vidas e de famílias. Hoje, como Paulo, eu sirvo ao meu SENHOR JESUS, porque tudo ELE pode e “nenhum dos seus planos pode ser impedido” (Jó 42:2). Dessa forma, tão certo como eu vivo, como o ar que respiro, creio na restauração de todos os casamentos. O tempo para isso dependerá da obediência e do saber esperar e crer de cada um. Para uns, o tempo demorará mais. Para outros, chegará mais depressa. Mas o que garanto é que, para todos, o tempo da colheita, onde toda lágrima cessará e dor não existirá mais,  chegará. E quando esse tempo chegar “saberás, pois, que o Senhor, teu Deus, o Deus fiel, que guarda o concerto e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos” (Deuteronômio 7:9).

Creia e espere. A vitória é certa em Nome de JESUS! Deus nos abençoe!

ESTUDO ELABORADO PELO  PASTOR  FERNANDO CÉSAR 

0 comentários:

Postar um comentário

 

© - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré