Páginas

A Mesma Fé

“Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só SENHOR, uma só fé...” (Efésios 4:4-5).

Precisamos juntos ter a mesma fé; porque há um só Espírito em nós, O qual nos deu a mesma Graça e doutrina.

Duas pessoas, com fé diferente, não podem ser consideradas irmãs nem tampouco andarem juntas:“Duas pessoas andarão juntas se não estiverem de acordo?” (Amós 3:3). Essa pergunta do profeta se refere à fé doutrinária. O apóstolo Paulo rogava pela unidade da igreja: “Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome do nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre cós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer” (1 Coríntios 1:10).

Ter a mesma fé é indispensável para se agradar a DEUS: “Sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6).
A unidade da fé é algo que move o coração do SENHOR.

Eu e os meus irmãos, tanto em Brasília como fora, temos a mesma fé, o mesmo Espírito, cremos na mesma doutrina; e isso gera comunhão entre nós.
Primeiramente eu creio em DEUS e em JESUS CRISTO.
Creio que DEUS é poderoso para restaurar vidas e casamentos.
Creio que há poder no SENHOR para libertar cativos, algemados, adúlteros, perdidos.
Creio e não abro mão dessa minha fé.

Às fico pensando como há homens incrédulos, que se dizem pastores, que aconselham pessoas a buscarem o divórcio e a desistirem do cônjuge e do casamento. E há outros que ainda estimulam o repudiado a entrar na justiça dos homens contra o cônjuge.

“Acaso pode sair água doce e água amarga da mesma fonte?” (Tiago 3:11). Não! Definitivamente não pode.

De um coração bom, procedem palavras de fé, de confiança em DEUS e de restauração. De um coração mau, saem vinganças, rancor, incredulidade, ódio, ira, desistência, desestímulo.
Por isso, ainda que não conheça, eu creio no seu cônjuge. Ele (ou ela) é amado (a) por mim quando dobro meus joelhos e começo a clamar.
Precisamos ter misericórdia uns pelos outros e aprendermos a não desistirmos de ninguém.

Achamo-nos, às vezes, muito santos, a ponto de atirarmos pedras e não compreendermos a situação de cada um.
O amor verdadeiro compreende esse mistério grandioso: de amarmos quem não merece e de sermos amados sem merecimento algum.
Talvez você esteja fraco (a), quase desistindo, pelo simples fato de sua alma não ser alimentada da fé bíblica.

Afinal, é reconfortante ouvir em um púlpito que DEUS pode abrir portas de emprego, curar doentes. Mas é igualmente triste saber da boca de homens que existe um DEUS que não pode libertar o seu marido (ou a sua esposa) e restaurar a sua família.
Não creia nessas palavras. Elas não provêm do mesmo Espírito.

Convido você a, a partir de hoje, entrar na galeria dos grandes homens e mulheres de fé do nosso tempo. Vamos fazer com que o Espírito de DEUS escreva um novo capítulo de Hebreus 11 com os nossos nomes.

O DEUS, que ressuscitou a Lázaro, depois de 4 dias morto, é o mesmo que te diz: “Se creres, verás a glória de DEUS” (João 11:40).

Você crê?

Amém!

ESTUDO ELABORADO PELO  PASTOR  FERNANDO CÉSAR 

0 comentários:

Postar um comentário

 

© - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré