Páginas

NÃO DESLIGUE OS APARELHOS

Desistir é tentar se livrar de um problema.
Nós representamos um problemão para DEUS (guarde isso em seu coração).
Desistir é como desligar os aparelhos da UTI; é acabar com a última esperança.
Desligar os aparelhos de uma pessoa que está em estado terminal é uma atitude muito arriscada. Não para o enfermo; mas para você no futuro.

Todas as pessoas que um dia se casaram pela segunda, terceira ou quarta vez foi porque desistiram completamente do marido ou da esposa da sua mocidade. Desligaram os aparelhos. Tentaram matar a última esperança. E hoje vivem fora do plano de salvação, escravizadas no pecado do adultério com novas pessoas.
Quem está enfermo precisa de ajuda, de apoio, de amparo e de amor.

Quem está oprimido pelo diabo precisa de tudo isso e mais alguma coisa. De mim e de você.
Se nós, que nos definimos cristãos, desistirmos de uma vida teoricamente perdida, quem o ajudará?? Por exemplo: com que autoridade espiritual iremos evangelizar um perdido no mundo?? Quem pode levar esperança para um fruto apodrecido senão os galhos da Videira??
O problema é que nos sentimos o melhor fruto da árvore, e, por isso, pisamos quem está no leito de morte. Sentimo-nos os melhores, mas somos extremamente egoístas.
Aprenda: desistir é desligar os aparelhos.
Se tentarmos buscar razões, justificativas humanas, para essa não desistência, não iremos encontrar.

Como não desistir de uma pessoa que me traiu e ainda me trai?
Como não desistir de uma pessoa que se envolveu sexualmente com outra (e ainda se envolve), me repudiou, repudiou de casa e me trouxe grandes prejuízos morais e espirituais??
Como não desistir de uma pessoa que me odeia, fala mal de mim aos quatro cantos do mundo, me levou à Justiça, buscou o divórcio e ainda diz que vai se casar novamente com outra pessoa??
Há motivos humanos para essa não desistência?? Claro que não!
Uma pessoa que você olha e a vê feliz e satisfeita na “vida” que leva...
Mas não desisto porque sou cristão e obedeço a DEUS, a sã doutrina.
Espiritualmente, biblicamente, DEUS me autoriza a desistir de alguma vida que concebo como perdida??
DEUS já falou comigo: “Desista porque ele (ou ela) não tem mais jeito”???
DEUS, em Sua Palavra, mandou que eu desligasse os aparelhos??
Se o faço por instinto ou por emoção, as duras consequências virão sobre mim no futuro.

Quem desiste de alguém, muito raramente vai viver sozinho (a). E ainda que fizesse, estaria em débito com DEUS na questão do perdão.
Realmente, a desistência de alguém, o desligar o aparelho, não deve, de maneira alguma, aparecer no mundo das possibilidades de uma pessoa cristã.
Uma pessoa que desiste sai da presença de DEUS; e não pode ser perdoada por aquilo que fez.

Ela não perdoou o cônjuge, desistiu; então DEUS a medirá com a mesma medida: não a perdoará.
Imagine se essa pessoa se “casar”de novo com outra pessoa... O vínculo emocional, afetivo, se tornará uma prisão espiritual (o adultério continuado). Vai ser muito difícil sair dela...
Eu ensino, em nome de JESUS e à luz da Palavra de DEUS, a nenhuma pessoa cristã desistir da outra, por mais feio que pareça o quadro. Nunca desligue os aparelhos com as suas mãos e o seu coração. Não tente escrever uma história ou definir um destino, que só cabe ao SENHOR. Se essa pessoa tiver que morrer, será o SENHOR que tirará a vida dela; e não eu ou você.

Casamento é uma aliança espiritual, testemunhada por DEUS. Claro que me refiro ao primeiro casamento de ambos, ao marido e à esposa da mocidade. Pessoas estranhas em um relacionamento não fazem parte de aliança alguma com DEUS.
Chore, sofra, aguente-se da maneira que for, mas não desista, enquanto DEUS não der a palavra final.
Não desligue os aparelhos!! Ajude a brotar vidas onde hoje só há um vale de ossos secos...

EM CRISTO,

ESTUDO ELABORADO PELO  PASTOR  FERNANDO CÉSAR 

0 comentários:

Postar um comentário

 

© - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré