Páginas

Não amo mais o meu cônjuge

Pode parecer muito estranho uma pessoa lutar pela restauração de uma convivência conjugal lícita aos olhos de DEUS, quando o sentimento desapareceu totalmente do seu coração.
É claro que estou me referindo ao amor-sentimento que o mundo julga unir um casal.
Sim, muitas esposas e maridos, que estão enfrentando o deserto da separação, do divórcio, depois de algum tempo de muito sofrimento, perdem completamente o sentimento e terminam por desanimar na luta pela restauração familiar. Infelizmente as relações existem se houver sentimentos, interesses envolvidos.

Acho perfeitamente aceitável e compreensível a morte desse sentimento. Aceitável e necessário. O sentimento é um elo que liga duas pessoas profundamente relacionadas. Quando uma das partes deixa de valorizar o sentimento e, ao invés de retribuir, passa a maltratá-lo, a feri-lo, a ignorá-lo, é natural que o mesmo desapareça do bojo emocional. É sofrível sentir algo por alguém que não corresponde nem valoriza. É terrivelmente triste sentir “amor” por alguém que só faz maltratar. Por isso, torna-se aconselhável perder esse “amor” e qualquer outro tipo de sentimento.

No deserto, o correto é que as motivações sejam ligadas apenas à fé e à razão. Entender, por exemplo, que o amor, que DEUS nos chama a amarmos o próximo, não passa pelo crivo das emoções, mas da obediência, da renúncia. O amor, sempre escrevo, é atitude, comportamento, frutos, renúncia. Amar verdadeiramente é um gesto de obediência a DEUS, ainda que a pessoa não queira nem sinta vontade alguma para isso. Amamos não apenas quem nos ama, ou seja, retribui esse amor; mas principalmente quem nos faz mal, persegue-nos e maltrata-nos. JESUS nos amou quando ainda éramos lixo e vivíamos presos ao mundo. JESUS deu a vida por aqueles que criam e os que ainda iam crer. ELE amou a todos indistintamente (e ama, porque vive e reina para todo sempre).
Esse é o amor que devemos amar. O amor incondicional, aquele que o apóstolo Paulo escreveu que tudo suporta, sofre e crê.

No deserto, então, é hora abandonar os sentimentos, deixá-los mesmo morrerem; e viver o amor de DEUS pelo próximo. Não desistimos de ninguém porque o amor de DEUS está derramado em nossos corações. Não podemos desistir de ninguém porque DEUS nunca desistiu de nós. Nem podemos afirmar que fulano ou beltrano não tem mais esperança de salvação. Não somos DEUS nem devemos nos colocar em Seu lugar como Juiz.
DEUS se alegra e se maravilha com um filho ou uma filha que faz algo, vive algo, porque ELE quer, porque essa é a Sua vontade, por pura e exclusiva obediência, especialmente quando não existe mais o menor sentimento.
Sentimentos ficam para os mundanos, que são regidos pelas emoções, sensações e impressões. Os filhos de DEUS são motivados pela Palavra e a presença do Espírito Santo em suas vidas, que os levanta todas as manhãs.

Por exemplo, particularmente sempre detestei viver na cidade de Brasília. Mas, mesmo sem gostar, saí de minha cidade porque o SENHOR me chamou para uma grande obra na Capital Federal. Sou feliz porque decidi não viver pelos meus sentimentos, mas porque estou obedecendo a DEUS.
Sua luta será mais prazerosa e tranquila quando os sentimentos morrerem definitivamente. Você vai aprender a olhar para o opresso com um olhar de misericórdia e amor verdadeiro.
Enquanto os sentimentos não morrerem, você terá dificuldade de assimilar e cumprir os verdadeiros objetivos no deserto, como também atravessá-lo com mais rapidez. Quanto mais rápidas vierem as mudanças em sua vida, mais rapidamente você verá os milagres de DEUS.

Alguém poderia me perguntar: “Mas, pastor, e depois do casamento restaurado, como conviver com alguém sem nenhum sentimento?” Olha, meu irmão e minha irmã em CRISTO, DEUS vai te dar o teu cônjuge novo, transformado, restaurado. O amor de DEUS na vida dele vai te conquistar e fazê-lo amar profundamente. DEUS vai colocar o verdadeiro amor em você, sentimentos e desejo sexual por uma pessoa que ainda você não conheceu: um marido e uma esposa transformados pelo SENHOR.
Matar o sentimento por uma pessoa e não deixar de lutar pela salvação da vida dela é loucura para os que andam segundo a carne e não são espirituais. Só os que andam no Espírito compreenderão esse mistério precioso.
Que todos os sentimentos sejam mortos dentro de você e que você passe a se posicionar por fé e obediência.

DEUS confirme essa Palavra em seu coração!


FONTE - PASTOR FERNANDO CÉSAR

0 comentários:

Postar um comentário

 

© - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré