Páginas

O valor do perdão

“Perdoai para não serdes vencidos por satanás” (2 Coríntios 2:10).

Você sabe o que é ter um pai e ser ignorada por ele por 30 anos?
Você sabe o que ter um pai e nunca ter ouvido a voz dele em seus ouvidos, chamando-lhe de FILHA?
Sabe o que é crescer apenas sob os cuidados e educação de uma mãe, porque o pai foi completamente ausente?
E saber que o seu pai estar vivo e é seu vizinho há 30 anos, sem nunca ter dirigido uma palavra sequer a você?

Elizabeth sabe muito bem do que estou falando. Ela viveu isso na pele.
Com 7 anos do seu marido morto, a mãe dela, viúva, engravidou de um vizinho, solteiro, 14 anos mais novo, e assim nasceu Elizabeth. Ela, portanto, nasceu fruto da fornicação de ambos.

Por ele nunca ter assumido a filha, uma barreira de inimizade e de separação se estabeleceu sobre a vida de ambos. Ela nos conta que, na época,  sua mãe sofrera duras injustiças e calúnias da parte dele.

Mas o tempo passou. E DEUS, o SENHOR dos tempos, não se esqueceu da vida de nenhum dos envolvidos, muito menos da ferida que precisava ser cicatrizada; nem do rancor que precisava ser arrancado do coração de todos.

DEUS está sempre pronto a nos perdoar, desde que perdoemos as dívidas dos nossos semelhantes. E perdoar para DEUS significa RESTITUIR; destruir o laço da inimizade.

Depois de 30 anos, eis que o pai de Elizabeth a procura para uma conversa. Hoje ela está casada e tem uma linda criança desse casamento. O pai dela também está casado. Sua mãe me telefona para perguntar o que acho que ele vai dizer depois de tanto tempo ausente e em profundo silêncio. Não titubeei e logo a respondi: “Vai pedir perdão”. Tal resposta a pegou de surpresa: “Pedir perdão??”. Para ela era muito em se tratando de um homem que ela conhecera há 30 anos e de um coração terrível.

Mas DEUS, que é dono de tudo, criador e dominador de todas as coisas, sabe bem trabalhar e modificar o caráter dos indivíduos.

Finalmente o encontro inesperado aconteceu e a justiça de DEUS prevaleceu. Ele pediu, humildemente, perdão a Elizabeth por todo erro cometido no passado. E chorou bastante. Nessa hora, todas as amarras do inferno que prendiam e amaldiçoavam os corações dos envolvidos se desfizeram para a honra e a glória de DEUS.

O cidadão não se contentou só com aquilo e, no outro dia, foi até a casa de sua mãe com a esposa dele para pedir perdão. A obra precisava ser completa. Afinal, nessa raiz infernal, que durara 30 anos, havia mais pessoas envolvidas. E a principal delas, sem dúvida, era sua mãe.

Uma mãe que, até então, nunca havia conhecido o mover de DEUS de uma forma tão especial. Nunca tinha testemunhado o trabalhar do SENHOR de uma maneira tão magnífica.
O pai de Elizabeth pediu perdão e a exaltou em todas as qualidades de mãe. DEUS honrou ainda nesta terra aquela mulher de quase 70 anos.
É assim que o SENHOR faz. ELE não deixa que a injustiça vença a justiça; que a mentira reine absoluta sobre a Verdade. Espere no SENHOR com paciência e verás o milagre de DEUS. ELE é quem é Juiz de tudo e de todos.

Hoje, o coração de ambos está livre no SENHOR.

JESUS liberou perdão para os Seus torturadores (veja Lucas 23:33-34). O mártir e nosso irmão Estevão fez o mesmo (Atos 7:58-60).
O apóstolo Paulo afirmou que “Bem-aventurados são aqueles cujas maldades são perdoadas” (Romanos 4:7).
Mateus escreveu que “se perdoarmos os nossos devedores, DEUS também perdoará as nossas dívidas” com ELE (Mateus 6:14).
JESUS nos ensinou através de uma parábola que quem não perdoa o seu semelhante vive em prisão espiritual (Mateus 18:21:35).
O profeta Daniel disse que “Ao nosso DEUS pertencem a misericórdia e o perdão” (Daniel 9:9).
O evangelista Marcos disse que nossas orações só são atendidas por DEUS quando perdoamos o próximo (Marcos 11:24-26).
No grego, a palavra perdão significa literalmente CANCELAR A DÍVIDA.

Não importa o tempo que passar, PERDOE!
Tempo não apaga o pecado de ninguém. A única coisa que apaga os pecados é o Sangue de JESUS, quando nos arrependemos e buscamos no outro a reconciliação.
Costumo dizer que crente em CRISTO não pede desculpas; pede perdão. Quem pede desculpas, pede carnalmente, e volta a fazer de novo tudo de errado; mas quem pede perdão, pede no temor do SENHOR e na intervenção do Seu Santo Espírito, e não volta a fazer mais a maldade que antes fizera.

O perdão é muito valioso porque é através dele que nos aproximamos de DEUS e recebemos a chave da vitória do Seu Reino.

Em CRISTO,


FERNANDO CÉSAR – Escritor, autor dos livros “Não Mude de religião: mude de vida!”, “Pódio da Graça”; “Antes que a Luz do Sol escureça” e da coleção “Destrua o divórcio antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua o adultério antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua a insubmissão antes que ela destrua seu casamento”. Também é pastor e líder do Ministério Restaurando Famílias para Cristo.

0 comentários:

Postar um comentário

 

© - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré